4 razões saudáveis ​​para comer uma salada hoje

Fresh and Inspiring Salads for Summer - Viva

Fazer uma mudança simples em sua dieta – adicionar uma salada quase todos os dias – pode compensar com muitos benefícios para a saúde.

Você já comeu sua salada hoje? Comer salada quase todos os dias pode ser um dos hábitos alimentares mais saudáveis ​​que você pode adotar – e um dos mais simples, dizem os especialistas.

Comer saladas é uma maneira superconfortável de trabalhar com algumas porções de vegetais e / ou frutas. As saladas verdes estão no cardápio de quase todos os restaurantes. Você pode até comprar uma salada lateral (com alface romana, cenoura e tomate, disponível com molho para salada sem gordura ou com baixo teor de calorias) por um dólar em muitas redes de fast food atualmente. E você pode fazer uma salada verde em casa em 5 minutos, munido de um saco de verduras pré-lavadas, algumas cenouras ou outros vegetais e uma garrafa de molho light para salada.

Além disso, as saladas são legais, crocantes e divertidas de comer (muitas texturas, cores e sabores). A maioria das pessoas gosta de comer saladas – até mesmo crianças! Você pode personalizá-los para incluir as frutas e vegetais que mais lhe agradam e os que você tiver em mãos.

Aqui estão quatro razões de saúde para buscar uma salada hoje:

1. Coma saladas para as fibras

É difícil acreditar que algo que nem conseguimos digerir pode ser tão bom para nós! Comer uma dieta rica em fibras pode ajudar a reduzir os níveis de colesterol e prevenir a constipação .

2. Coma saladas para os benefícios de saúde de frutas e vegetais

Muitos especialistas concordam que os americanos precisam comer mais frutas e vegetais (especialmente vegetais verdes escuros e laranja) e legumes – todos ingredientes populares para saladas. David Jacobs, PhD, professor de Saúde Pública da Universidade de Minnesota, disse em uma entrevista por e-mail que há muitas evidências de que alimentos vegetais ricos em nutrientes contribuem para a saúde geral.

Se você costuma comer saladas verdes, você provavelmente terá mais elevados no sangue níveis de uma série de poderosos antioxidantes ( vitamina C e E, ácido fólico , licopeno e alfa e beta-caroteno,) especialmente se sua salada inclui alguns vegetais crus. Os antioxidantes são substâncias que ajudam a proteger o corpo dos danos causados ​​por moléculas nocivas chamadas radicais livres.

Durante anos, os pesquisadores observaram uma ligação entre comer muitas frutas e vegetais e reduzir os riscos de muitas doenças, especialmente câncer. Um estudo recente do Instituto Nacional do Câncer sugere que pessoas cujas dietas são ricas em frutas e vegetais podem ter um risco menor de desenvolver câncer de cabeça e pescoço – mesmo aquelas que fumam e bebem muito. Os alimentos considerados particularmente protetores incluem feijão e ervilha, vagem, pimentão, tomate, cenoura, maçã, nectarina, pêssego, ameixa, pêra e morango.

3. Coma saladas para cortar calorias e aumentar a satisfação

Se perder peso é sua meta, você pode começar suas refeições com uma salada verde. Estudos demonstraram que comer um primeiro prato de baixa caloria, como uma salada verde de 150 calorias ou menos, aumenta a saciedade (sensação de saciedade) e reduz o número total de calorias ingeridas durante a refeição.

Rolls, principal pesquisador do estudo, sugere que “quanto maior, melhor”, desde que a salada seja maior em volume, não em calorias – o que significa mais vegetais e menos temperos e outros aditivos gordurosos.

“Vimos reduções nas calorias consumidas quando as pessoas comeram saladas com 1 1/2 xícara e 3 xícaras de volume, mas cerca de 100 calorias totais”, diz ela. A salada de 100 calorias com 3 xícaras reduziu o total de calorias consumidas na refeição em cerca de 55.

16 salads suitable for whole meals or as star sides - ABC Everyday

4. Coma saladas para obter gorduras inteligentes

Comer um pouco de gordura boa (como a gordura monoinsaturada encontrada no azeite, abacate e nozes) com seus vegetais parece ajudar seu corpo a absorver fitoquímicos protetores, como licopeno de tomate e luteína de vegetais verde-escuros.

Um estudo recente da Ohio State University mediu o quão bem os fitoquímicos foram absorvidos pelo corpo depois que as pessoas comeram uma salada de alface, cenoura e espinafre, com ou sem 2 1/2 colheres de sopa de abacate. Os comedores de abacate absorveram oito vezes mais alfa-caroteno e mais de 13 vezes mais beta-caroteno (acredita-se que ambos ajudem a proteger contra o câncer e doenças cardíacas) do que o grupo que come saladas sem abacate.

Se você temperar sua salada com um pouco de azeite, pode até levar alguns anos adicionais para você. Pesquisas italianas com pessoas com 60 anos ou mais sugerem que uma dieta que inclui bastante azeite e vegetais crus está associada à redução da mortalidade.

[easy-fans show_total=”0″ hide_title=”1″ columns=”3″ template=”metro” effects=”essbfc-no-effect”]

Pensamento positivo para reduzir o estresse, você pode se surpreender

O pensamento positivo ajuda a controlar o estresse e pode até melhorar sua saúde. Pratique superar o diálogo interno negativo com exemplos fornecidos.

O seu copo está meio vazio ou meio cheio? O modo como você responde a essa velha pergunta sobre o pensamento positivo pode refletir sua visão da vida, sua atitude em relação a si mesmo e se você é otimista ou pessimista – e pode até mesmo afetar sua saúde.

De fato, alguns estudos mostram que traços de personalidade, como otimismo e pessimismo, podem afetar muitas áreas de sua saúde e bem-estar. O pensamento positivo que geralmente vem com o otimismo é uma parte fundamental do gerenciamento eficaz do estresse. E o gerenciamento eficaz do estresse está associado a muitos benefícios à saúde. Se você tende a ser pessimista, não se desespere – você pode aprender habilidades de pensamento positivo.

Compreender o pensamento positivo e o diálogo interno

O pensamento positivo não significa que você mantenha a cabeça na areia e ignore as situações menos agradáveis ​​da vida. O pensamento positivo significa apenas que você aborda as coisas desagradáveis ​​de uma forma mais positiva e produtiva. Você acha que o melhor vai acontecer, não o pior.

O pensamento positivo geralmente começa com a conversa interna. A conversa interna é o fluxo interminável de pensamentos não ditos que passam pela sua cabeça. Esses pensamentos automáticos podem ser positivos ou negativos. Parte de sua conversa interna vem da lógica e da razão. Outras conversas internas podem surgir de equívocos que você cria devido à falta de informação.

Se os pensamentos que passam pela sua cabeça são na maioria negativos, sua visão da vida é mais provavelmente pessimista. Se seus pensamentos são principalmente positivos, você provavelmente é um otimista – alguém que pratica o pensamento positivo.

Os benefícios do pensamento positivo para a saúde

Os pesquisadores continuam a explorar os efeitos do pensamento positivo e do otimismo na saúde. Os benefícios para a saúde que o pensamento positivo pode proporcionar incluem:

  • Maior expectativa de vida
  • Taxas mais baixas de depressão
  • Níveis mais baixos de angústia
  • Maior resistência ao resfriado comum
  • Melhor bem-estar psicológico e físico
  • Melhor saúde cardiovascular e redução do risco de morte por doença cardiovascular
  • Melhores habilidades de enfrentamento durante dificuldades e momentos de estresse

Não está claro por que as pessoas que se dedicam ao pensamento positivo experimentam esses benefícios para a saúde. Uma teoria é que ter uma perspectiva positiva permite que você enfrente melhor as situações estressantes, o que reduz os efeitos nocivos do estresse sobre o seu corpo para a saúde.

Também se pensa que pessoas positivas e otimistas tendem a ter estilos de vida mais saudáveis ​​- elas praticam mais atividades físicas, seguem uma dieta mais saudável e não fumam ou bebem álcool em excesso.

Identificando o pensamento negativo

Não tem certeza se sua conversa interna é positiva ou negativa? Algumas formas comuns de conversa interna negativa incluem:

  • Filtrando. Você amplia os aspectos negativos de uma situação e filtra todos os positivos. Por exemplo, você teve um ótimo dia de trabalho. Você concluiu suas tarefas com antecedência e foi elogiado por fazer um trabalho rápido e completo. Naquela noite, você se concentra apenas em seu plano de fazer ainda mais tarefas e se esquece dos elogios que recebeu.
  • Personalização. Quando algo de ruim ocorre, você automaticamente se culpa. Por exemplo, você ouve que uma saída noturna com amigos foi cancelada e presume que a mudança de planos é porque ninguém queria estar perto de você.
  • Catastrofizando. Você automaticamente antecipa o pior. O café drive-through interpreta seu pedido errado e você automaticamente pensa que o resto do seu dia será um desastre.
  • Polarizando. Você vê as coisas apenas como boas ou más. Não há meio termo. Você sente que tem que ser perfeito ou será um fracasso total..

Focando no pensamento positivo

Você pode aprender a transformar o pensamento negativo em pensamento positivo. O processo é simples, mas requer tempo e prática – você está criando um novo hábito, afinal. Aqui estão algumas maneiras de pensar e se comportar de uma forma mais positiva e otimista:

  • Identifique as áreas a serem alteradas. Se você deseja se tornar mais otimista e ter pensamentos mais positivos, primeiro identifique as áreas de sua vida sobre as quais geralmente pensa negativamente, seja no trabalho, no trajeto diário ou em um relacionamento. Você pode começar pequeno, concentrando-se em uma área a ser abordada de forma mais positiva.
  • Verifique você mesmo. Periodicamente, durante o dia, pare e avalie o que você está pensando. Se você acha que seus pensamentos são principalmente negativos, tente encontrar uma maneira de colocá-los de forma positiva.
  • Esteja aberto ao humor. Permita-se sorrir ou rir, especialmente em momentos difíceis. Procure o humor nos acontecimentos do dia-a-dia. Quando você consegue rir da vida, você se sente menos estressado.
  • Siga um estilo de vida saudável. Procure se exercitar por cerca de 30 minutos na maioria dos dias da semana. Você também pode dividi-lo em períodos de 10 minutos durante o dia. O exercício pode afetar positivamente o humor e reduzir o estresse. Siga uma dieta saudável para abastecer sua mente e corpo. E aprenda técnicas para controlar o estresse.
  • Cerque-se de pessoas positivas. Certifique-se de que as pessoas em sua vida são pessoas positivas e de apoio em quem você pode confiar para dar conselhos e feedback úteis. Pessoas negativas podem aumentar seu nível de estresse e fazer você duvidar de sua capacidade de administrar o estresse de maneira saudável.
  • Pratique o diálogo interno positivo. Comece seguindo uma regra simples: não diga nada a si mesmo que não diria a ninguém. Seja gentil e encorajador consigo mesmo. Se um pensamento negativo entrar em sua mente, avalie-o racionalmente e responda com afirmações sobre o que há de bom em você. Pense nas coisas pelas quais você é grato na vida.

Aqui estão alguns exemplos de conversa interna negativa e como você pode aplicar um toque de pensamento positivo a eles:

Colocando o pensamento positivo em prática
Conversa interna negativa Pensamento positivo
Eu nunca fiz isso antes. É uma oportunidade de aprender algo novo.
É muito complicado. Vou abordar isso de um ângulo diferente.
Eu não tenho recursos. Necessidade é a mãe da invenção.
Estou com preguiça de fazer isso. Não consegui encaixá-lo em minha programação, mas posso reexaminar algumas prioridades.
Não vai funcionar de jeito nenhum. Posso tentar fazer funcionar.
É uma mudança muito radical. Vamos dar uma chance.
Ninguém se preocupa em se comunicar comigo. Vou ver se consigo abrir os canais de comunicação.
Eu não vou ficar melhor nisso. Vou tentar outra vez.

Praticando o pensamento positivo todos os dias

Se você tende a ter uma perspectiva negativa, não espere se tornar um otimista da noite para o dia. Mas, com a prática, eventualmente sua conversa interna conterá menos autocrítica e mais autoaceitação. Você também pode se tornar menos crítico em relação ao mundo ao seu redor.

Quando seu estado de espírito é geralmente otimista, você é mais capaz de lidar com o estresse diário de uma forma mais construtiva. Essa capacidade pode contribuir para os benefícios amplamente observados do pensamento positivo para a saúde

[easy-fans show_total=”0″ hide_title=”1″ columns=”3″ template=”metro” effects=”essbfc-no-effect”]

Saúde é riqueza: como os bancos podem ajudar seus clientes a se manterem saudáveis

Bancos e saúde do cliente 

‘Saúde é riqueza’ é um ditado antigo. Os bancos têm sido tradicionalmente associados à parte ‘Riqueza’ dos clientes, mas acredito que agora é um momento para os bancos se envolverem também na parte ‘Saúde’. Fazer parte do regime de saúde dos clientes é o novo mantra. Tem benefícios duplos, ajuda o cliente a criar um estilo de vida saudável e também dá uma imagem de marca positiva à empresa que dela se torna parte.

As empresas móveis estão surgindo com vários rastreadores de saúde, como pedômetros, sensores de frequência cardíaca, sensores de temperatura, etc. Existem muitas empresas surgindo com aplicativos móveis para rastrear dados e sensores de saúde. Empresas organizam atividades e sessões relacionadas à saúde para seus funcionários e clientes e assim por diante.

Os bancos podem se envolver de muitas maneiras e fazer com que os aspectos do cliente relacionados à saúde façam parte de sua oferta de produtos. Listando algumas das maneiras pelas quais os bancos podem incentivar os clientes a adotarem um estilo de vida saudável.

  • Ter pontos de cartão de crédito / débito como pontos de saúde que podem ser trocados por itens relacionados à saúde.
  • Instalação de caixas eletrônicos / quiosques em academias / clubes de saúde. Fornecimento de descontos / benefícios especiais para transações por meio deles.
  • Vínculos com vários ginásios / clubes de saúde para pacotes especiais
  • Fornecimento de exames de saúde como uma oferta de conta de varejo
  • Tornar os dados de saúde uma parte da coleta de dados para a abertura de contas ou desembolsos de empréstimos.
  • Oferecer recursos do produto com base na pontuação de saúde do cliente, assim como os recursos são personalizados com base na profissão, níveis de renda, demografia etc. 

Pontuação de saúde

 Para um banco, a saúde financeira de um cliente é de extrema importância. Porém, se for um cliente varejista, além da saúde financeira, a saúde física do cliente também se torna importante, pois impacta diretamente na capacidade de ganho do indivíduo.

Assim como a pontuação de crédito, pontuação de risco, deve haver uma pontuação de saúde mantida para o varejo de cada cliente pelo Banco.

Deve haver pontuação de saúde adequada identificada para cada cliente individual com base nos detalhes de saúde obtidos de várias fontes, como seguradoras, agências de saúde, hospitais, etc. Para certos produtos, como empréstimos pessoais inseguros, isso será especialmente útil porque os bancos geralmente não têm garantia contra o empréstimo e a decisão é baseada na capacidade de ganho do cliente. Com o tipo de estilo de vida que as pessoas estão tendo atualmente, certas doenças e enfermidades que eram comuns em pessoas com mais de 50 ou 55 anos de idade estão se tornando comuns na faixa etária de 30+

Manter uma boa pontuação de saúde pode levar os clientes a ter um bom regime de saúde. Também ajudará os bancos a ter uma participação maior na vida dos clientes.

Conclusão

 Hoje, as empresas de comércio eletrônico, empresas automotivas e fabricantes estão lançando seus próprios produtos financeiros e proporcionando forte concorrência aos bancos. Se os bancos querem sobreviver, eles precisam criar produtos inovadores e também se envolver mais na vida dos clientes. O foco na parte da saúde dos clientes pode fornecer esse impulso tão necessário aos bancos. Do ponto de vista do cliente, isso tornará os bancos não apenas os guardiões de seu patrimônio, mas também de sua saúde.

[easy-fans show_total=”0″ hide_title=”1″ columns=”3″ template=”metro” effects=”essbfc-no-effect”]