Quero Minha Dieta Guia para Maximizar o Desempenho na Corrida em Trilha

Guia para Maximizar o Desempenho na Corrida em Trilha

A corrida em trilha é uma atividade desafiadora e gratificante que requer preparação física, mental e técnica. Para ajudá-lo a melhorar seu desempenho nesse esporte emocionante, compilamos um guia abrangente com dez estratégias comprovadas. Este guia é adequado tanto para corredores iniciantes quanto para atletas experientes que desejam aprimorar suas habilidades e alcançar novos objetivos.

1. Construindo uma Base Aeróbica Sólida

A base aeróbica é a fundação de qualquer programa de treinamento para corrida em trilha. Para desenvolver essa base sólida, é fundamental incluir uma variedade de atividades cardiovasculares, como corrida em terreno plano, caminhadas rápidas em montanhas, ciclismo e trekking. Essas atividades ajudam a fortalecer o sistema cardiovascular, melhorar a resistência e aumentar a capacidade pulmonar.

Além disso, é importante incorporar sessões de treino em terrenos acidentados e subidas íngremes para simular as condições encontradas durante as corridas em trilha. Esses treinos não apenas fortalecem os músculos das pernas, mas também ajudam a desenvolver habilidades técnicas essenciais, como equilíbrio e coordenação.

2. Exercícios de Fortalecimento de Pernas

A força das pernas desempenha um papel crucial no desempenho do corredor em trilha, especialmente ao enfrentar subidas íngremes e terrenos acidentados. Para fortalecer os músculos das pernas, é recomendável incluir exercícios específicos de fortalecimento, como agachamentos, estocadas, elevação de panturrilhas e saltos verticais, em sua rotina de treinamento.

Além disso, é importante trabalhar a estabilidade e o equilíbrio dos músculos das pernas e dos quadris para evitar lesões e melhorar a eficiência da corrida. Exercícios como estocadas laterais e agachamentos unipodais são excelentes para isso.

3. Treinamento de Agilidade e Equilíbrio

A agilidade e o equilíbrio são habilidades essenciais para os corredores em trilha, pois ajudam a evitar quedas e lesões durante as corridas. Para melhorar essas habilidades, é recomendável incluir exercícios específicos de agilidade e equilíbrio em sua rotina de treinamento.

Exercícios como saltos para frente, caminhar em linha contínua na grama e manter o equilíbrio em uma perna são ótimos para desenvolver agilidade e equilíbrio. Além disso, exercícios mais avançados, como saltos laterais e corrida estacionária, podem ser incorporados para desafiar ainda mais suas habilidades.

4. Prática em Terrenos Montanhosos

A corrida em terrenos montanhosos apresenta desafios únicos que exigem habilidade técnica e resistência física. Para se preparar adequadamente para esse tipo de terreno, é recomendável praticar corrida em terrenos acidentados e montanhosos sempre que possível.

Comece com rotas mais simples e gradualmente aumente a dificuldade à medida que sua confiança e habilidade melhorarem. Preste atenção à sua técnica de corrida, mantenha a postura ereta, dobre levemente os joelhos e alinhe os passos para obter melhor equilíbrio e eficiência.

5. Aumento Gradual da Distância

Assim como em qualquer programa de treinamento esportivo, é importante aumentar gradualmente a distância das corridas em trilha para evitar lesões e permitir que o corpo se adapte ao aumento da carga de trabalho. Comece com percursos mais curtos e fáceis e aumente progressivamente a distância à medida que sua resistência e confiança aumentarem.

Uma regra geral é aumentar a distância em aproximadamente 10% a cada semana e incluir corridas em terrenos irregulares e desafiadores para melhorar sua resistência e habilidades técnicas. O aumento gradual da distância ao longo de vários anos ajuda a construir uma base sólida de resistência física e mental.

6. Resistência Física

A resistência física é fundamental para o sucesso na corrida em trilha, especialmente em corridas de ultra e resistência. Para desenvolver essa resistência, é importante seguir um programa de treinamento específico que inclua uma variedade de exercícios físicos e técnicas de gestão da natureza.

Correr em terrenos acidentados e desafiadores, praticar subidas e descidas, treinar tanto em terrenos aeróbicos quanto anaeróbicos, fortalecer os

ulos das pernas e trabalhar a flexibilidade muscular são algumas das estratégias que podem ser adotadas para aumentar a resistência física. Além disso, manter uma dieta equilibrada e garantir uma hidratação adequada são fundamentais para fornecer os nutrientes necessários e manter o corpo em ótimas condições durante os treinos e corridas.

Lembre-se também da importância de planejar os treinos de forma progressiva e gradual, evitando esforços excessivos que possam levar a lesões ou overtraining. Monitorar constantemente o desempenho e adaptar o treinamento com base nos progressos alcançados é essencial para garantir uma evolução constante na resistência física.

7. Nutrição e Recuperação

A nutrição adequada desempenha um papel fundamental no desempenho e na recuperação do corredor em trilha. Antes do treino, é importante consumir alimentos ricos em energia, como carboidratos e proteínas, para fornecer combustível ao corpo e otimizar o desempenho. Após o treino, é essencial repor os nutrientes perdidos e ajudar na recuperação muscular, consumindo uma dieta equilibrada e hidratando-se adequadamente.

Além da nutrição, a recuperação pós-corrida é crucial para evitar lesões e garantir um bom desempenho futuro. Isso inclui práticas como alongamento, banhos alternados de água quente e fria, descanso adequado e cuidados com a saúde mental.

8. Equipamentos Adequados

A escolha dos equipamentos certos é essencial para garantir conforto, segurança e desempenho durante as corridas em trilha. Isso inclui a seleção de sapatos adequados, roupas técnicas e equipamentos de segurança.

Os sapatos devem oferecer boa aderência, amortecimento, estabilidade e proteção contra impactos e obstáculos. As roupas devem ser leves, respiráveis e adequadas para as condições climáticas. Além disso, é importante utilizar equipamentos de segurança, como mochilas de hidratação, faróis de cabeça e bastões de trekking, dependendo das características da corrida.

9. Desenvolvimento da Resiliência Mental

A resiliência mental é uma qualidade fundamental para os corredores em trilha, especialmente em corridas de ultra e resistência. Desenvolver essa resiliência pode ajudar os atletas a enfrentar os desafios físicos e mentais que surgem durante as corridas e a manter a motivação e o foco até o final.

Para desenvolver a resiliência mental, é importante praticar técnicas de visualização, meditação e respiração, além de simular condições adversas e desenvolver estratégias de enfrentamento eficazes. Isso ajuda os corredores a manter a calma e a concentração mesmo diante das dificuldades, permitindo que alcancem seu máximo potencial.

10. Participação em Corridas Intermediárias

Participar de corridas intermediárias é uma ótima maneira de testar suas habilidades, avaliar seu progresso e se preparar para eventos maiores. Planejar cuidadosamente seu calendário de corridas e escolher corridas que se adequem às suas habilidades e objetivos é essencial para garantir uma preparação adequada e uma experiência positiva.

Além disso, participar dessas corridas oferece a oportunidade de conhecer outros corredores, aprender com suas experiências e se divertir em um ambiente de camaradagem e competição saudável.

Conclusão

A corrida em trilha é uma atividade desafiadora e gratificante que requer preparação física, mental e técnica. Com o treinamento adequado, o equipamento correto e a mentalidade certa, você pode se destacar nesse esporte emocionante e alcançar seus objetivos pessoais.

Lembre-se de seguir as estratégias apresentadas neste guia, adaptando-as às suas necessidades e capacidades individuais. Com dedicação, persistência e foco, você pode se tornar um corredor em trilha bem-sucedido e desfrutar de todas as recompensas que esse esporte tem a oferecer.

QUERO MINHA DIETA Prevenção de Lesões Esportivas: Guia Completo e Baseado em Evidências

Prevenção de Lesões Esportivas: Guia Completo e Baseado em Evidências

Lesões esportivas são um desafio comum que pode ser evitado com estratégias adequadas. Neste artigo, abordaremos métodos eficazes para prevenir lesões, desde comportamentos a técnicas avançadas.

Comportamento do Atleta de Fim de Semana

Muitos praticam esportes apenas nos fins de semana, aumentando o risco de lesões. Como evitar isso?

  • Treinamento Consistente:
    • Por que é importante? Manter uma rotina de exercícios durante a semana prepara o corpo para esforços mais intensos nos fins de semana.
    • Como aplicar? Estabeleça um plano de exercícios que inclua atividades cardiovasculares e de fortalecimento muscular ao longo da semana.
  • Programa de Exercícios Personalizado:
    • Por que é importante? Um programa adaptado às suas necessidades e ao seu esporte específico reduz o risco de lesões.
    • Como aplicar? Consulte um treinador ou fisioterapeuta para desenvolver um plano personalizado.
  • Equipamento Adequado:
    • Por que é importante? Equipamentos de proteção minimizam o impacto de lesões.
    • Como aplicar? Invista em equipamentos de qualidade, como protetores bucais, joelheiras e calçados adequados.

Cinco Passos para Evitar Lesões Esportivas

  1. Aquecimento Adequado:
    • Benefícios: Reduz o risco de lesões musculares e articulares.
    • Sugestões: Comece com alongamentos dinâmicos e aumente gradualmente a intensidade dos movimentos.
  2. Uso de Técnicas Corretas:
    • Benefícios: Previne lesões decorrentes de movimentos inadequados.
    • Sugestões: Participe de clínicas de técnica ou aulas para aprender e aperfeiçoar suas habilidades.
  3. Não Se Exceda:
    • Benefícios: Evita o estresse excessivo no corpo, prevenindo lesões por sobrecarga.
    • Sugestões: Respeite seus limites e aumente a intensidade do treino gradualmente. Como saber se está se excedendo? Sinais como dor persistente e fadiga extrema são alertas.
  4. Hidratação:
    • Benefícios: Mantém o equilíbrio eletrolítico e previne cãibras.
    • Sugestões: Consuma líquidos regularmente antes, durante e após o exercício. Qual a quantidade ideal? Depende da intensidade do exercício e das condições ambientais, mas uma boa referência é 500 ml a cada 30 minutos de atividade.
  5. Resfriamento Adequado:
    • Benefícios: Auxilia na recuperação muscular e previne rigidez.
    • Sugestões: Inclua exercícios de baixa intensidade e alongamentos estáticos ao final da sessão de treino.

Importância do Descanso e Recuperação

O descanso é essencial para a recuperação e prevenção de lesões.

  • Por que é importante? Permite a reparação dos tecidos musculares e a prevenção de lesões por uso excessivo.
  • Como aplicar? Incorpore dias de descanso ativo, como caminhadas leves ou ioga, e garanta noites de sono adequadas. Qual a duração ideal de descanso? Pelo menos um dia completo de descanso por semana e 7-9 horas de sono por noite são recomendados.

Procure Ajuda Profissional

Se uma lesão ocorrer, é crucial procurar assistência médica imediatamente para garantir uma recuperação adequada e prevenir complicações futuras.

  • Por que é importante? Diagnósticos precoces e tratamentos adequados podem acelerar a recuperação e prevenir lesões crônicas.
  • Como aplicar? Consulte um médico esportivo ou fisioterapeuta ao primeiro sinal de lesão.

Reflexões Finais

Prevenir lesões esportivas requer um compromisso com a preparação adequada, o uso de técnicas corretas e a atenção aos sinais do corpo. Adotar uma abordagem holística para o treinamento pode não só melhorar o desempenho esportivo, mas também garantir uma prática esportiva segura e sustentável.

Quero Minha Dieta Os Benefícios Mentais e Físicos do Exercício Regular

Os Benefícios Mentais e Físicos do Exercício Regular: Um Olhar Científico e Prático

Manter-se ativo fisicamente é mais do que uma simples questão de saúde; é uma ferramenta poderosa para melhorar tanto o bem-estar mental quanto físico. Vamos explorar como o exercício regular pode transformar sua vida, baseado em evidências científicas e experiências pessoais.

Os Benefícios Físicos

  1. Saúde Cardiovascular Melhorada:
    • Evidência Científica: Estudos revelam que exercícios aeróbicos, como corrida e ciclismo, melhoram a circulação sanguínea, reduzem a pressão arterial e aumentam a eficiência do coração.
    • Sugestões Práticas: Incorpore atividades como caminhadas rápidas, natação ou ciclismo em sua rotina semanal.
  2. Fortalecimento Muscular e Ósseo:
    • Evidência Científica: Treinamento de resistência, como levantamento de peso, estimula o crescimento muscular e aumenta a densidade óssea.
    • Sugestões Práticas: Inclua exercícios de resistência pelo menos duas vezes por semana para fortalecer músculos e ossos.
  3. Controle de Peso:
    • Evidência Científica: Atividades físicas ajudam a queimar calorias e aumentar o metabolismo, essencial para a manutenção de um peso saudável.
    • Sugestões Práticas: Combine exercícios cardiovasculares com treinamento de força para otimizar a queima de calorias.

Impacto Mental e Emocional

  1. Liberação de Endorfinas:
    • Evidência Científica: Exercícios físicos aumentam a produção de endorfinas, neurotransmissores que promovem uma sensação de bem-estar e euforia.
    • Sugestões Práticas: Pratique exercícios que você goste, como dança, esportes de equipe ou caminhadas na natureza.
  2. Redução do Estresse e Ansiedade:
    • Evidência Científica: A atividade física regular regula a produção de hormônios do estresse como o cortisol, e aumenta os níveis de serotonina e dopamina.
    • Sugestões Práticas: Yoga e meditação guiada são excelentes para combinar movimento e técnicas de respiração, ajudando a reduzir o estresse.
  3. Melhora da Qualidade do Sono:
    • Evidência Científica: Exercícios regulares ajudam a regular o ciclo sono-vigília, promovendo um sono mais profundo e reparador.
    • Sugestões Práticas: Evite exercícios intensos perto da hora de dormir; opte por atividades mais leves, como uma caminhada noturna.

A Ciência por Trás do Exercício

  1. Reduz o Risco de Câncer:
    • Evidência Científica: Estudos indicam que a atividade física regular pode reduzir o risco de vários tipos de câncer, incluindo câncer de mama e cólon.
    • Sugestões Práticas: Mantenha uma rotina de exercícios diversificada, combinando atividades aeróbicas e de resistência.
  2. Aumenta a Longevidade:
    • Evidência Científica: Pesquisas mostram que pessoas ativas tendem a viver mais tempo e com melhor qualidade de vida.
    • Sugestões Práticas: Adote uma abordagem holística ao exercício, integrando movimento físico com uma dieta balanceada e sono adequado.

Como Iniciar e Manter um Regime de Exercícios

  1. Encontre uma Atividade que Você Goste:
    • Dica Prática: Experimente diferentes tipos de exercícios até encontrar aquele que você realmente gosta e se sente motivado a praticar regularmente.
  2. Estabeleça Metas Realistas:
    • Dica Prática: Comece com metas pequenas e alcançáveis. Gradualmente, aumente a intensidade e duração dos exercícios conforme seu condicionamento melhora.
  3. Mantenha-se Motivado:
    • Dica Prática: Participe de grupos de exercícios ou encontre um parceiro de treino. A responsabilidade mútua pode aumentar a consistência e a motivação.

Reflexões Finais

Integrar exercícios na rotina diária não é apenas uma questão de saúde física, mas um investimento no bem-estar mental e na qualidade de vida. Independentemente da idade, experimentar diferentes atividades físicas pode trazer alegria e um sentido renovado de vitalidade.

Quero minha dieta A Importância de Adotar um Estilo de Vida Saudável: Dicas para uma Vida Longa e Plena

A Importância de Adotar um Estilo de Vida Saudável: Dicas para uma Vida Longa e Plena

Você já parou para pensar sobre o impacto que suas escolhas diárias têm na sua saúde e bem-estar? Viver um estilo de vida saudável não é apenas uma opção, mas sim uma necessidade para promover uma vida longa e plena. Neste artigo, vamos explorar a importância de adotar práticas saudáveis ??e cientificamente comprovadas em sua vida diária, além de fornecer dicas valiosas para ajudá-lo a alcançar seus objetivos de saúde.

Por que um Estilo de Vida Saudável é Fundamental?

A ciência é clara: um estilo de vida saudável é essencial para prevenir uma série de doenças crônicas, melhorar a qualidade de vida e promover o envelhecimento saudável. Estudos demonstraram que uma nutrição adequada, exercício regular, gestão do estresse, sono restaurador e evitar substâncias nocivas podem ter um impacto significativo na saúde física e mental.

Dicas para uma Vida Longa e Saudável: O Que Você Pode Fazer?

  1. Nutrição Balanceada: Uma alimentação rica em frutas, vegetais, grãos integrais e proteínas magras fornece os nutrientes essenciais que seu corpo precisa para funcionar de forma ideal. Experimente novas receitas saudáveis, inclua uma variedade de cores em suas refeições e priorize alimentos não processados.
  2. Exercício Regular: O exercício é uma parte fundamental de um estilo de vida saudável. Encontre uma atividade física que você goste, como caminhadas, corridas, ioga ou natação, e faça dela parte da sua rotina diária. Lembre-se de que até mesmo pequenas quantidades de exercício podem ter benefícios significativos para a saúde.
  3. Gestão do Estresse: O estresse crônico pode ter efeitos negativos na saúde física e mental. Aprenda técnicas de relaxamento, como meditação, respiração profunda e mindfulness, para ajudar a reduzir o estresse em sua vida. Priorize o autocuidado e reserve um tempo para atividades que o façam se sentir calmo e relaxado.
  4. Sono de Qualidade: O sono desempenha um papel crucial na saúde e no bem-estar. Estabeleça uma rotina de sono consistente, crie um ambiente de dormir tranquilo e evite a exposição a dispositivos eletrônicos antes de dormir para promover um sono restaurador.
  5. Evite Substâncias Nocivas: O tabagismo, o consumo excessivo de álcool e o uso de drogas ilícitas podem ter sérios efeitos na saúde. Evite essas substâncias nocivas e opte por um estilo de vida livre de fumo e álcool em excesso.

Perguntas para Reflexão:

  • Você está satisfeito com suas escolhas de estilo de vida atuais?
  • Quais são os principais obstáculos que você enfrenta ao tentar viver de forma mais saudável?
  • Quais mudanças você está disposto a fazer para melhorar sua saúde e bem-estar?

Conclusão:

Adotar um estilo de vida saudável é fundamental para promover uma vida longa, vibrante e cheia de vitalidade. Ao priorizar a nutrição adequada, o exercício regular, a gestão do estresse, o sono restaurador e evitar substâncias nocivas, você estará no caminho certo para alcançar seus objetivos de saúde. Lembre-se de que pequenas mudanças podem ter um grande impacto, e estou aqui para ajudá-lo em sua jornada rumo a uma vida mais saudável e feliz.

5 Benefícios do Exercício para a Saúde Cerebral e a Memória: Seu Guia para um Cérebro Saudável

5 Benefícios do Exercício para a Saúde Cerebral e a Memória: Seu Guia para um Cérebro Saudável

A prática regular de exercícios físicos traz benefícios amplos para a saúde, mas poucos conhecem seu impacto positivo na saúde cerebral e na memória. Os exercícios vão além do fortalecimento dos músculos e da perda de peso; eles desempenham um papel crucial na manutenção do bem-estar cognitivo. Veja como a atividade física pode melhorar a função cerebral e fortalecer sua memória com cinco benefícios surpreendentes. Incluímos dicas práticas para ajudar você a incorporar exercícios em sua rotina.

1. Redução do Risco de Demência e Alzheimer

Estudos mostram que o exercício regular pode diminuir significativamente o risco de demência e Alzheimer. Isso ocorre porque a atividade física aumenta a circulação sanguínea para o cérebro, garantindo que ele receba uma quantidade maior de oxigênio e nutrientes. Além disso, o exercício estimula a produção de substâncias químicas que promovem a saúde cerebral e previnem a degeneração celular.

Dica: Adote uma rotina de exercícios aeróbicos, como corrida ou ciclismo, para melhorar a circulação sanguínea cerebral. Além disso, experimente atividades que desafiem o cérebro, como aulas de dança ou esportes de equipe, que promovem o trabalho em equipe e o raciocínio rápido.

2. Manutenção do Equilíbrio de Células Cerebrais

À medida que envelhecemos, a produção de novas células cerebrais diminui, mas o exercício pode ajudar a retardar esse processo, promovendo a neurogênese. A atividade física regular ajuda a manter o equilíbrio das células cerebrais, aumentando a produção de células-tronco e fortalecendo as conexões neuronais.

Dica: Incorpore exercícios que estimulem o equilíbrio e a coordenação, como ioga, pilates ou tai chi. Essas atividades podem ser feitas em casa ou em estúdios especializados e oferecem benefícios tanto para o corpo quanto para a mente.

3. Inibição do Processo de Redução do Volume Cerebral

O encolhimento do cérebro começa a partir dos 30 anos e pode se agravar com a idade. No entanto, o exercício regular pode ajudar a inibir esse processo. Estudos indicam que atividades físicas, como exercícios aeróbicos, podem proteger contra a perda de volume no hipocampo, uma parte do cérebro crucial para a memória e a aprendizagem.

Dica: Caminhadas diárias são uma ótima maneira de manter a saúde cerebral e desacelerar a redução do volume cerebral. Convide um amigo para uma caminhada no parque ou leve seu cachorro para passear, tornando a atividade física mais divertida e social.

4. Melhoria da Memória e da Capacidade de Aprendizado

Exercícios regulares podem ajudar a melhorar a memória e a capacidade de aprendizado. Isso acontece porque o exercício físico estimula a produção de neurotransmissores, como a dopamina e a serotonina, que são essenciais para uma boa função cerebral. Além disso, a atividade física melhora a função sináptica, facilitando a transmissão de informações entre as células cerebrais.

Dica: Participe de atividades que combinam exercício físico com aprendizado, como aulas de dança ou artes marciais. Além de ser uma ótima forma de exercício, esses tipos de atividades estimulam a mente e mantêm o cérebro ativo.

5. Aumento da Concentração e do Foco

O exercício regular é um poderoso aliado para melhorar a concentração e o foco. Além de ajudar a reduzir o estresse e a ansiedade, a atividade física promove a liberação de endorfinas, hormônios associados ao bem-estar e à clareza mental.

Dica: Comece o dia com uma rápida sessão de exercícios, como uma corrida leve ou alongamentos. Além de proporcionar energia para o dia, essa prática pode ajudar a melhorar seu humor e aumentar sua capacidade de foco no trabalho ou nos estudos.


Dica Bônus: Adote a Consistência

Para aproveitar ao máximo os benefícios do exercício para a saúde cerebral e a memória, a consistência é fundamental. Uma rotina regular de exercícios, mesmo que de baixa intensidade, é mais eficaz do que sessões intensas e esporádicas.

Dica Matadora: Crie um cronograma semanal de exercícios que combine diferentes tipos de atividades. Por exemplo, dedique alguns dias para exercícios aeróbicos, outros para força e alongamento. Manter essa variedade ajuda a manter a motivação e a evitar o tédio. Que tal agendar um treino com amigos para tornar o exercício mais divertido e social? Quanto mais você se engaja, mais benefícios seu cérebro e sua memória receberão.

Agora que você tem essas dicas e benefícios em mente, o que você está esperando para começar a se exercitar? Escolha uma atividade que você goste e comece a cuidar do seu corpo e do seu cérebro. Vamos nessa!

Como o Bem-Estar Financeiro Afeta a Saúde Física e Mental: Conexões e Desafios

Como o Bem-Estar Financeiro Afeta a Saúde Física e Mental: Conexões e Desafios

Como o : Conexões e Desafios

A relação entre bem-estar financeiro e saúde física e mental é um tema complexo e cheio de nuances. Embora o bem-estar financeiro seja frequentemente associado a poupança, investimentos e controle de dívidas, há aspectos mais profundos que envolvem educação, antecedentes e escolhas de vida, todos influenciados por fatores econômicos. Como essas variáveis interagem com a saúde física e mental?

Para simplificar a discussão, vamos nos concentrar em um aspecto específico: o consumo de álcool e seu impacto em relação ao bem-estar financeiro, físico e psicológico. Vamos explorar como esses fatores se entrelaçam e como afetam as empresas e a sociedade como um todo.

O Consumo de Álcool como Fator de Risco para a Saúde

O uso de álcool é reconhecido como um fator de risco para várias condições de saúde. Segundo o relatório de 2017 da Public Health England (PHE), o consumo de álcool está ligado a problemas de saúde mental e a condições médicas graves, como derrames, ataques cardíacos e certos tipos de câncer. Você já se perguntou como o consumo de álcool pode estar afetando sua saúde?

Além dos impactos óbvios no indivíduo, as ausências por doença relacionadas ao consumo de álcool representam um grande custo para os empregadores. De acordo com uma pesquisa do Chartered Institute of Personnel and Development (CIPD), essas condições estão entre as principais causas de ausências por doença de longa duração.

O Consumo de Álcool e a Desigualdade Econômica

O consumo de álcool também reflete uma questão de desigualdade econômica. Dados do NHS Digital mostram que pessoas em cargos gerenciais ou profissionais tendem a beber mais e com mais frequência, enquanto aqueles em posições rotineiras ou manuais sofrem mais consequências sociais e econômicas do álcool. Este desequilíbrio revela uma questão preocupante: os grupos com menor renda sofrem mais os impactos negativos do consumo de álcool.

Um estudo recente do The Lancet foi ainda mais longe, mostrando uma ligação clara entre status socioeconômico e danos causados pelo consumo excessivo de álcool. Os dados revelam que, embora os níveis de consumo possam ser semelhantes entre grupos socioeconômicos, os danos são maiores entre pessoas de áreas mais pobres ou com menor renda. Por que será que a desigualdade financeira amplifica os riscos associados ao álcool?

Determinantes Sociais e Desigualdades na Saúde

É amplamente aceito que a saúde é influenciada por fatores genéticos e acesso a cuidados de saúde. No entanto, a PHE afirma que os maiores determinantes são as condições sociais, físicas e econômicas em que as pessoas nascem, crescem e vivem. Isso explica por que as desigualdades de saúde são tão persistentes. Como essas desigualdades afetam a sua comunidade?

Os fatores de risco do estilo de vida, como tabagismo, consumo de álcool e inatividade física, variam consideravelmente entre áreas mais e menos favorecidas. Isso sugere que esforços para melhorar a saúde pública precisam considerar essas disparidades e buscar maneiras de diminuir o impacto das condições desfavoráveis.

Impacto para os Empregadores e Sociedade

O consumo excessivo de álcool e as desigualdades relacionadas não afetam apenas indivíduos, mas também empresas e a sociedade em geral. Um estudo publicado pela BioMed Central em 2018 descobriu que os grandes bebedores e ex-bebedores tinham um risco aumentado de ausências prolongadas por doença e transtornos mentais, além de serem fortes determinantes para aposentadoria por invalidez devido a transtornos mentais.

A dependência do álcool pode ter efeitos devastadores na família e no ambiente de trabalho. Afeta a produtividade, aumenta os custos relacionados a ausências e pode causar problemas sociais, como violência doméstica e desemprego. Como os empregadores podem ajudar a identificar e apoiar funcionários com problemas relacionados ao álcool?

O Papel dos Empregadores na Promoção do Bem-Estar

Para os empregadores, identificar e apoiar funcionários que sofrem de problemas relacionados ao álcool é crucial. Iniciativas para aumentar a conscientização sobre bem-estar financeiro e mental devem ser projetadas para quebrar tabus e abordar questões de dependência. A comunicação eficaz e a educação são fundamentais para criar um ambiente de trabalho mais saudável.

Considerar o local de trabalho como uma “comunidade” é essencial para promover o bem-estar. É importante reconhecer as diferenças entre os funcionários em termos de idade, crenças, qualificações e níveis de resiliência ao estresse. Você sente que seu local de trabalho oferece suporte suficiente para o bem-estar financeiro e mental?

O Caminho para uma Vida Mais Saudável e Equilibrada

Melhorar a saúde e a “capacidade” de trabalho exige minimizar fatores que prejudicam a produtividade e a qualidade de vida. Para isso, os empregadores precisam investir em programas de bem-estar, apoiar a saúde mental e promover hábitos saudáveis. Como você acha que a sociedade pode trabalhar para reduzir as desigualdades na saúde?

Em resumo, as ligações entre bem-estar financeiro e saúde física e mental são complexas e profundas. Para lidar com essas questões, precisamos adotar uma abordagem holística, reconhecendo que o bem-estar financeiro é uma parte importante da equação. Se este artigo despertou seu interesse, compartilhe com outras pessoas e junte-se à conversa sobre como criar uma sociedade mais saudável e justa.

13 Hábitos Saudáveis que Você Pode Começar Hoje

13 Hábitos Saudáveis que Você Pode Começar Hoje para Melhorar Sua Saúde

Você já se perguntou como algumas pessoas conseguem manter uma vida saudável e cheia de energia? A resposta está nos hábitos que elas praticam diariamente. Neste guia, vamos compartilhar 13 hábitos que podem transformar seu bem-estar, cobrindo aspectos como sono, exercícios, alimentação e atenção plena.

O Que São Hábitos Saudáveis?

Os hábitos saudáveis são ações rotineiras que impactam positivamente sua saúde física, mental e emocional. Eles são uma alternativa duradoura às “soluções rápidas” ou tendências passageiras que prometem resultados instantâneos. O poder desses hábitos está na consistência e no efeito cumulativo que têm ao longo do tempo.

Por Que a Consistência é Importante?

Nosso corpo e mente prosperam com rotinas. Quando adotamos hábitos saudáveis de forma consistente, eles se tornam parte da nossa vida diária, tornando mais fácil mantê-los. Ao longo do tempo, esses hábitos reforçam as vias neurais do cérebro, tornando-se uma segunda natureza. Quais hábitos você gostaria de adotar para começar a criar uma rotina saudável?

Os Benefícios de Ter Hábitos Saudáveis

Manter hábitos saudáveis não se trata apenas de viver mais tempo, mas de viver melhor. Veja alguns dos benefícios que você pode obter ao adotar hábitos positivos:

  • Mais Energia: O exercício regular aumenta a resistência e pode ajudar a reduzir o risco de doenças crônicas, como diabetes e problemas cardíacos.
  • Vitalidade: Uma dieta equilibrada e o sono adequado contribuem para uma pele mais saudável e melhor metabolismo.
  • Função Cognitiva Melhorada: Atividades como leitura ou quebra-cabeças podem manter o cérebro ativo e reduzir o risco de doenças degenerativas.
  • Redução do Estresse: Práticas de atenção plena, como meditação, podem melhorar seu gerenciamento do estresse.
  • Equilíbrio Emocional: Ter hábitos saudáveis reduz a probabilidade de problemas de saúde mental, como depressão e ansiedade.
  • Relações Melhores: Estar mental e fisicamente saudável pode melhorar seus relacionamentos pessoais.
  • Envolvimento Comunitário: Pessoas saudáveis têm mais energia para atividades sociais e eventos comunitários.
  • Vida Mais Longa e Rica: Estudos mostram que hábitos saudáveis estão relacionados a uma vida mais longa e cheia de experiências gratificantes.

13 Hábitos Saudáveis para Começar Hoje

Pronto para mudar sua vida para melhor? Aqui estão 13 hábitos que você pode começar a implementar hoje para melhorar sua saúde e bem-estar.

  1. Praticar Exercícios Regulares A atividade física é essencial para a saúde. Caminhadas diárias, ioga ou atividades ao ar livre podem aumentar a energia, melhorar o humor e reduzir o estresse. Que tipo de exercício você gosta de fazer?
  2. Manter uma Dieta Equilibrada O que você come tem um grande impacto na sua saúde. Considere uma dieta rica em alimentos integrais, com muitas frutas, vegetais, grãos integrais e proteínas magras. Como está sua alimentação atualmente?
  3. Dormir Bem O sono é o mecanismo de reparação do corpo. Procure dormir entre 7 e 9 horas por noite para se sentir revigorado e saudável. Seu ambiente de sono é tranquilo e escuro?
  4. Manter-se Hidratado A água é essencial para todas as funções corporais. Certifique-se de beber pelo menos 8 xícaras por dia. Se você não gosta de água pura, experimente adicionar frutas ou ervas para dar sabor. Você está bebendo água suficiente?
  5. Limitar o Tempo de Tela O excesso de tempo de tela pode causar fadiga visual e problemas de sono. Faça pausas regulares e reduza o tempo de tela antes de dormir. Como você gerencia seu tempo de tela?
  6. Socializar com Amigos e Família Manter conexões sociais é vital para a saúde emocional. Reserve tempo para estar com seus entes queridos e participe de atividades comunitárias. Quem são as pessoas importantes em sua vida?
  7. Praticar uma Mentalidade Construtiva Mantenha seu cérebro ativo com atividades que promovam aprendizado e criatividade. Leia, faça quebra-cabeças ou experimente novos hobbies. Quais atividades te fazem feliz?
  8. Passar Tempo na Natureza Estar ao ar livre pode reduzir o estresse e melhorar seu bem-estar. Faça caminhadas, visite parques ou simplesmente aproveite a luz do sol. Quando foi a última vez que você esteve em contato com a natureza?
  9. Praticar Atenção Plena A atenção plena ajuda a reduzir o estresse e aumenta a sensação de bem-estar. Tente meditar ou fazer exercícios respiratórios diariamente para acalmar a mente. Quanto tempo você dedica para relaxar?
  10. Meditar A meditação pode ajudar a melhorar o foco e reduzir o estresse. Mesmo alguns minutos por dia podem fazer uma grande diferença. Que tal experimentar uma curta sessão de meditação hoje?
  11. Fazer Micropausas Micropausas ajudam a aliviar a fadiga mental e melhorar o foco. Dê-se um tempo para relaxar entre as tarefas. Como você faz pausas ao longo do dia?
  12. Praticar Gratidão A gratidão pode reduzir o estresse e melhorar a qualidade do sono. Reserve um tempo diariamente para reconhecer pelo que você é grato. Por quais coisas boas você é grato hoje?
  13. Cuidar de Si Mesmo O autocuidado é essencial para uma vida equilibrada. Reserve tempo para atividades que te tragam alegria e relaxamento. Quais atividades você adora fazer quando precisa de uma pausa?

Como Manter Hábitos Saudáveis

Se você está preocupado com a consistência, não se preocupe. Aqui estão algumas dicas para manter os hábitos saudáveis:

  • Estabeleça Metas Claras: Tenha metas específicas para mantê-lo motivado e no caminho certo.
  • Busque Apoio de Outros: Conectar-se com pessoas que compartilham seus objetivos pode fornecer encorajamento e responsabilidade.
  • Antecipe Desafios: Saiba que dificuldades podem surgir e planeje como enfrentá-las.

Desenvolver hábitos saudáveis pode levar tempo, mas cada pequeno passo conta. Comemore suas conquistas, mesmo as pequenas, e seja gentil consigo mesmo quando enfrentar desafios.

10 hábitos para uma boa saúde

10 hábitos para uma boa saúde

Hábitos Saudáveis para um Estilo de Vida Equilibrado

Para manter um estilo de vida saudável, é fundamental adotar hábitos que promovam bem-estar físico e mental. Aqui estão algumas práticas eficazes para uma vida mais equilibrada e dicas sobre como implementá-las no seu dia a dia. Lembre-se, a consistência é a chave para alcançar uma saúde duradoura.

1. Alongamento Matinal

Iniciar o dia com alongamento pode ajudar a melhorar a circulação sanguínea, aliviar a rigidez muscular e reduzir o estresse. O alongamento ao acordar desperta o corpo e define um tom positivo para o resto do dia.

  • Dica adicional: Experimente uma rotina de alongamento de 10 a 15 minutos ao acordar. Use um tapete de yoga para praticar movimentos como alongamento do gato e da vaca, toques nos dedos dos pés e alongamento das costas.

2. Hidratação

Beber água regularmente é crucial para a saúde. A hidratação adequada melhora a digestão, a concentração e ajuda a manter a energia ao longo do dia.

  • Dica adicional: Para garantir que você beba água o suficiente, leve uma garrafa de água consigo e adicione fatias de frutas cítricas para sabor. Defina lembretes no celular para beber água em intervalos regulares.

3. Higiene Bucal com Fio Dental

O uso regular de fio dental é essencial para uma boa higiene bucal. Ele ajuda a prevenir cáries, doenças gengivais e mau hálito, melhorando a saúde dos dentes e gengivas.

  • Dica adicional: Se você acha difícil usar fio dental, experimente usar fios dentais em forma de arco ou um irrigador oral para facilitar a limpeza entre os dentes.

4. Aplicação de Protetor Solar

O uso de protetor solar diariamente é uma prática fundamental para proteger a pele dos raios ultravioleta (UV). Ele ajuda a prevenir o câncer de pele e retarda o envelhecimento prematuro.

  • Dica adicional: Para garantir proteção adequada, aplique um protetor solar com FPS 30 ou superior todas as manhãs. Reaplique a cada duas horas ou após nadar ou suar excessivamente. Não se esqueça de áreas frequentemente negligenciadas, como orelhas e parte de trás do pescoço.

5. Consumo de Nozes e Sementes

Nozes e sementes são lanches saudáveis e ricos em nutrientes, como proteínas, fibras e ácidos graxos essenciais. Eles ajudam a manter a saciedade e são uma alternativa saudável a lanches ultraprocessados.

  • Dica adicional: Consuma um punhado de nozes ou sementes como lanche entre as refeições para manter a energia. Diversifique suas escolhas para obter diferentes benefícios nutricionais e modere o consumo devido ao alto teor calórico.

6. Cochilos Breves

Cochilos curtos podem ser revigorantes e melhorar a concentração e o desempenho cognitivo. Eles podem ser especialmente úteis para combater a sonolência no início da tarde.

  • Dica adicional: Mantenha cochilos curtos, com menos de 30 minutos, para evitar interferências no sono noturno. Configure um alarme para garantir que o cochilo não seja muito longo. Cochilos logo após o almoço são ideais para um pequeno impulso de energia.

7. Movimentos Regulares

Interromper longos períodos de sedentarismo com pequenos movimentos ajuda a prevenir problemas como dores nas costas e má circulação. Movimentar-se ao longo do dia é crucial para a saúde geral.

  • Dica adicional: Se você trabalha em um escritório ou passa longos períodos sentado, levante-se a cada 30 minutos para se alongar ou fazer pequenas caminhadas. Faça agachamentos ou flexões para manter a circulação sanguínea ativa.

8. Respiração Alternada

A técnica de respiração alternada entre narinas é conhecida por reduzir o estresse e promover relaxamento. Ela incentiva uma respiração profunda e ajuda a acalmar a mente.

  • Dica adicional: Pratique a respiração alternada quando se sentir ansioso ou antes de dormir para melhorar a qualidade do sono. Feche uma narina com o polegar enquanto inspira e expira pela outra, alternando após algumas respirações.

9. Praticar um Hobby

Ter um hobby oferece uma oportunidade para relaxar e desenvolver habilidades criativas. Pode ser uma maneira de aliviar o estresse e adicionar alegria ao seu dia a dia.

  • Dica adicional: Escolha um hobby que o interesse, como jardinagem, pintura, música ou culinária. Envolva-se em atividades que proporcionem satisfação e conexão com outras pessoas que compartilham os mesmos interesses.

10. Socialização Regular

A interação social regular ajuda a prevenir a solidão e pode melhorar o humor e a saúde mental. Estar conectado com amigos e familiares é uma parte importante de um estilo de vida saudável.

  • Dica adicional: Para aumentar suas interações sociais, participe de grupos comunitários ou voluntarie-se para causas que você apoia. Organize reuniões regulares com amigos ou familiares e aproveite a tecnologia para manter contato com pessoas que estão longe.

Essas práticas saudáveis podem ajudar a promover um estilo de vida equilibrado e satisfatório. Ao incorporar esses hábitos na sua rotina, você estará no caminho certo para uma vida mais feliz e saudável.

Tendências nutricionais para 2024

Tendências nutricionais para 2024

A cultura dietética nos bombardeia constantemente com novas tendências nutricionais e opiniões sobre alimentos. E com o início do novo ano, o impulso para experimentar as dietas de 2024 vem de todas as direções, prometendo fazer você se sentir melhor, perder peso, renovar suas energias e eliminar anos de envelhecimento do corpo. Pode ser confuso saber quais dessas abordagens, se houver alguma, são realmente saudáveis ??ou realmente produzirão resultados.

Para ajudá-lo, o querominhadieta, está classificando as principais “tendências nutricionais” de 2024 para que você possa focar em seus hábitos alimentares e se tornar o mais saudável de todos os tempos!

Dieta consciente do clima (“sustentável”)

Uma dieta consciente do clima ou sustentável é muito nova no cenário das tendências alimentares. Centra-se em tornar-nos mais conscientes da origem dos nossos ingredientes, dá prioridade aos alimentos produzidos de forma sustentável e visa reduzir a nossa pegada de carbono proveniente dos alimentos que consumimos. Muitas vezes, também apoia pequenas empresas que são responsáveis ??pelos seus métodos de produção para melhor apoiar o ambiente. As opções sustentáveis ??de pescado protegem os recursos oceânicos essenciais.

Parece uma forma ecológica e responsável de comer. Mas é saudável? Definitivamente pode ser! Uma dieta consciente do clima normalmente inclui grandes quantidades de frutas, vegetais, grãos não processados ??e baixos níveis de alimentos processados. Isto, por sua vez, significa mais fibras, antioxidantes, vitaminas e minerais do que a dieta americana padrão.

Mas só porque algo é “sustentável” não significa automaticamente que seja um alimento saudável. Por exemplo, considere um hambúrguer vegano à base de soja processada. Embora pareça mais sustentável como uma substituição da carne, este alimento processado fabricado em fábrica pode, na verdade, ser mais prejudicial para o planeta do que um hambúrguer de carne bovina criado localmente e alimentado com pasto – e pode vir carregado com óleos inflamatórios e ingredientes refinados. Portanto, ao comer de forma consciente do clima, certifique-se de verificar os rótulos e focar sua dieta em proteínas magras, muitas fibras e gorduras saudáveis ??para o coração, ao mesmo tempo que valoriza seus métodos de produção.

Nutrição para o intestino

A pesquisa continua a provar que toda a saúde começa no intestino, desde a saúde mental, à imunidade, saúde da pele e até mesmo um metabolismo acelerado para perda de peso. Portanto, as tendências nutricionais em torno dos alimentos para a saúde intestinal têm aumentado constantemente nos últimos anos, com foco principal em probióticos, prebióticos, pós-bióticos e simbióticos.

Como tal, agora é comum ver bebidas especiais com adição de fibra prebiótica ou uma barra que inclua probióticos. Tudo isso ajudaria a manter uma quantidade ampla e variada de bactérias boas em seu intestino. Mas existe uma maneira mais simples de aumentar a ingestão de prebióticos. Se você comer pelo menos cinco xícaras de produtos frescos por dia e garantir que suas fontes de carboidratos sejam ricas em fibras (por exemplo, feijão, grãos integrais e vegetais ricos em amido), você aumentará sua saúde intestinal. Os probióticos podem vir de alimentos fermentados, como iogurte com culturas vivas e ativas, chucrute, kimchi, missô e kombuchá também.

Então, você deve comer para manter a saúde intestinal? Sim, todo o seu corpo será beneficiado. Procure seguir uma dieta nutritiva, cheia de ingredientes vegetais e alimentos fermentados, e considere o uso de um suplemento para ajudar seu intestino a prosperar e ter uma saúde total.

Alimentos que melhoram o humor

Como resultado da recente crise de saúde mental no nosso país, surgiu uma nova tendência alimentar de uma “dieta que melhora o humor”. Esta tendência centra-se em como os alimentos podem influenciar a capacidade cognitiva, diminuir o stress e otimizar a função cerebral. A base da dieta inclui alimentos que ajudam a combater a inflamação, apoiam os níveis de estresse e melhoram os hormônios do bem-estar.

 Uma dieta para melhorar o humor incluiria muitas gorduras saudáveis, aminoácidos e micronutrientes, como vitaminas B e magnésio, comendo coisas como salmão, sardinha, abacate, sementes de chia, amêndoas, nozes e folhas verdes. Ingredientes especiais de ervas e cogumelos, chamados nootrópicos e adaptógenos, estão em ascensão e também fazem parte dessa tendência nutricional, contribuindo para melhorar a clareza mental e ajudar o corpo a lidar com o estresse e a ansiedade. Por exemplo, algumas barras de proteína podem incluir ashwagandha, que é um adaptógeno que pode ajudar o corpo no estresse. Ou o café funcional incluirá cogumelos como juba de leão e chaga para melhorar o foco mental e aumentar a energia ainda mais do que o aumento regular de cafeína do café.

Vale a pena tentar esta forma de comer? Uma dieta nutritiva e repleta de superalimentos só poderia trazer benefícios para o corpo como um todo. No entanto, não adicione apenas um suplemento de cogumelos ou alimento adaptogênico ao seu dia e pule os fundamentos de uma dieta saudável. A verdadeira saúde mental e cognitiva será apoiada por uma variedade de fatores na vida de um indivíduo e por um padrão alimentar equilibrado.

Dieta sem álcool

Nos últimos anos. É cada vez mais comum ouvir adultos dizerem que não bebem mais álcool e, como resultado, nunca se sentiram melhor. Embora antes fosse comum participar de um “Janeiro Seco” após uma temporada de férias de indulgência, as pessoas agora continuam com a abstinência de bebidas alcoólicas. E o mercado percebeu.

Entre 2022 e 2026, espera-se que o mercado de bebidas sem álcool (como cervejas sem álcool) aumente em volume em 25%. Qual é a motivação para se abster do consumo de álcool? Num estudo da Universidade de Sussex, depois de interromper o consumo de álcool durante apenas um mês, 71% dos indivíduos relataram dormir melhor, 67% sentiram mais energia, 58% perderam peso e 54% notaram uma pele melhorada. Estudos mais aprofundados também mostraram que em apenas um mês sem álcool, os indivíduos tiveram uma diminuição significativa na resistência à insulina, na pressão arterial e até mesmo nos mensageiros químicos ligados ao crescimento do câncer. No geral, adotar o hábito de saúde de uma dieta sem álcool pode fazer grandes coisas pela sua saúde.

8 dicas para uma alimentação saudável

8 dicas para uma alimentação saudável

Estas 8 dicas práticas abrangem os fundamentos da alimentação saudável e podem ajudá-lo a fazer escolhas mais saudáveis.

A chave para uma dieta saudável é comer a quantidade certa de calorias para o quão ativo você é, para equilibrar a energia que consome com a energia que usa.

Se você comer ou beber mais do que seu corpo precisa, você engordará porque a energia que você não usa é armazenada como gordura. Se você comer e beber muito pouco, você perderá peso.

Você também deve comer uma grande variedade de alimentos para garantir uma dieta equilibrada e que seu corpo esteja recebendo todos os nutrientes de que precisa.

Recomenda-se que os homens tenham cerca de 2.500 calorias por dia (10.500 quilojoules). As mulheres devem ter cerca de 2.000 calorias por dia (8.400 quilojoules).

A maioria dos adultos no Reino Unido está comendo mais calorias do que precisa e deveria comer menos calorias.

1. Baseie suas refeições em carboidratos ricos em amido de fibra

Carboidratos ricos em amido devem constituir pouco mais de um terço dos alimentos que você come. Eles incluem batatas, pão, arroz, massas e cereais.

Escolha variedades mais ricas em fibras ou grãos integrais, como macarrão integral, arroz integral ou batatas com casca.

Eles contêm mais fibras do que carboidratos amiláceos brancos ou refinados e podem ajudá-lo a se sentir satisfeito por mais tempo.

Tente incluir pelo menos 1 alimento rico em amido em cada refeição principal. Algumas pessoas pensam que alimentos ricos em amido engordam, mas grama por grama de carboidrato que eles contêm fornece menos da metade das calorias da gordura.

Fique de olho nas gorduras que você adiciona ao cozinhar ou servir esses tipos de alimentos, porque é isso que aumenta o teor de calorias – por exemplo, óleo nas batatas fritas, manteiga no pão e molhos cremosos nas massas.

2. Coma muitas frutas e vegetais

É recomendado que você coma pelo menos 5 porções de uma variedade de frutas e vegetais todos os dias. Eles podem ser frescos, congelados, enlatados, secos ou espremidos.

Obter o seu 5 A Day é mais fácil do que parece. Por que não cortar uma banana sobre o cereal matinal ou trocar o lanche habitual da manhã por um pedaço de fruta fresca?

Uma porção de frutas e legumes frescos, enlatados ou congelados é de 80g. Uma porção de frutas secas (que deve ser mantida na hora das refeições) é de 30g.

Um copo de 150ml de suco de frutas, suco de vegetais ou smoothie também conta como 1 porção, mas limite a quantidade a não mais de 1 copo por dia, pois essas bebidas são açucaradas e podem danificar os dentes.

3. Coma mais peixe, incluindo uma porção de peixe oleoso

O peixe é uma boa fonte de proteína e contém muitas vitaminas e minerais .

Procure comer pelo menos 2 porções de peixe por semana, incluindo pelo menos 1 porção de peixe oleoso.

Peixes oleosos são ricos em gorduras ômega-3, o que pode ajudar a prevenir doenças cardíacas. 

Peixes oleosos incluem:

  • salmão
  • truta
  • arenque
  • sardinha
  • sardinhas
  • cavalinha

Os peixes não oleosos incluem:

  • arinca
  • solha
  • coley
  • bacalhau
  • atum
  • patim
  • pescada

Você pode escolher entre fresco, congelado e enlatado, mas lembre-se de que o peixe enlatado e defumado pode ser rico em sal.

A maioria das pessoas deveria comer mais peixe, mas existem limites recomendados para alguns tipos de peixe.

Saiba mais sobre peixes e mariscos

4. Reduza a gordura saturada e o açúcar

Gordura saturada

Você precisa de alguma gordura em sua dieta, mas é importante prestar atenção à quantidade e tipo de gordura que você está comendo.

Existem 2 tipos principais de gordura: saturada e insaturada. Muita gordura saturada pode aumentar a quantidade de colesterol no sangue, o que aumenta o risco de desenvolver doenças cardíacas.

Em média, os homens não devem ter mais de 30g de gordura saturada por dia. Em média, as mulheres não devem consumir mais de 20g de gordura saturada por dia.

Crianças com menos de 11 anos devem ter menos gordura saturada do que os adultos, mas uma dieta com baixo teor de gordura não é adequada para crianças com menos de 5 anos.

A gordura saturada é encontrada em muitos alimentos, como:

  • cortes de carne gordurosos
  • salsichas
  • manteiga
  • queijo duro
  • creme
  • bolos
  • biscoitos
  • banha
  • tortas

Tente reduzir a ingestão de gordura saturada e escolha alimentos que contenham gorduras insaturadas, como óleos vegetais e pastas, peixes oleosos e abacates.

Para uma escolha mais saudável, use uma pequena quantidade de óleo vegetal ou azeite, ou pasta de gordura reduzida em vez de manteiga, banha ou ghee.

Quando você estiver comendo carne, escolha cortes magros e corte qualquer gordura visível.

Todos os tipos de gordura são ricos em energia, por isso só devem ser consumidos em pequenas quantidades.

Açúcar

O consumo regular de alimentos e bebidas ricos em açúcar  aumenta o risco de obesidade e cárie dentária .

Alimentos e bebidas açucarados geralmente são ricos em energia (medido em quilojoules ou calorias) e, se consumidos com muita frequência, podem contribuir para o ganho de peso. Eles também podem causar cáries, especialmente se consumidos entre as refeições.

Açúcares livres são quaisquer açúcares adicionados a alimentos ou bebidas, ou encontrados naturalmente em mel, xaropes e sucos e smoothies de frutas sem açúcar.

Este é o tipo de açúcar que você deve reduzir, em vez do açúcar encontrado nas frutas e no leite.

Muitos alimentos e bebidas embalados contêm quantidades surpreendentemente altas de açúcares livres.

Açúcares livres são encontrados em muitos alimentos, como:

  • refrigerantes açucarados
  • cereais matinais açucarados
  • bolos
  • biscoitos
  • pastéis e pudins
  • doces e chocolates
  • bebidas alcoólicas

Os rótulos dos alimentos podem ajudar. Use-os para verificar a quantidade de açúcar que os alimentos contêm.

Mais de 22,5g de açúcares totais por 100g significa que o alimento é rico em açúcar, enquanto 5g de açúcares totais ou menos por 100g significa que o alimento é pobre em açúcar.

5. Coma menos sal: não mais que 6g por dia para adultos

Comer muito sal pode aumentar sua pressão arterial. Pessoas com pressão alta são mais propensas a desenvolver doenças cardíacas ou ter um derrame.

Mesmo que você não adicione sal à sua comida, você ainda pode estar comendo demais.

Cerca de três quartos do sal que você come já está na comida quando você compra, como cereais matinais, sopas, pães e molhos.

Use rótulos de alimentos para ajudá-lo a reduzir. Mais de 1,5g de sal por 100g significa que o alimento é rico em sal.

Adultos e crianças com 11 anos ou mais não devem ingerir mais de 6g de sal (cerca de uma colher de chá) por dia. As crianças mais novas devem ter ainda menos.

6. Seja ativo e tenha um peso saudável

Além de comer de forma saudável, o exercício regular pode ajudar a reduzir o risco de ter problemas de saúde graves. Também é importante para sua saúde e bem-estar geral.

Leia mais sobre os benefícios do exercício e as diretrizes de atividade física para adultos .

Estar acima do peso ou obeso pode levar a problemas de saúde, como diabetes tipo 2, certos tipos de câncer, doenças cardíacas e derrames. Estar abaixo do peso também pode afetar sua saúde.

A maioria dos adultos precisa perder peso comendo menos calorias.

Se você está tentando perder peso, coma menos e seja mais ativo. Comer uma dieta saudável e equilibrada pode ajudá-lo a manter um peso saudável.

Verifique se você está com um peso saudável usando a calculadora de peso saudável do IMC .

Inicie o plano de perda de peso do NHS , um guia de perda de peso de 12 semanas que combina conselhos sobre alimentação saudável e atividade física.

Se você estiver abaixo do peso, consulte adultos abaixo do peso . Se estiver preocupado com o seu peso, peça conselhos ao seu médico de família ou a um nutricionista.

7. Não fique com sede

Você precisa beber bastante líquido para evitar que fique desidratado. O governo recomenda beber de 6 a 8 copos por dia. Isso é um acréscimo ao fluido que você obtém dos alimentos que come. 

Todas as bebidas não alcoólicas contam, mas água, leite com baixo teor de gordura e bebidas com baixo teor de açúcar, incluindo chá e café, são escolhas mais saudáveis. 

Tente evitar refrigerantes e refrigerantes açucarados, pois são ricos em calorias. Eles também são ruins para os dentes. 

Mesmo sucos de frutas e smoothies sem açúcar são ricos em açúcar livre.

Seu total combinado de bebidas de suco de frutas, suco de vegetais e smoothies não deve ser superior a 150 ml por dia, que é um copo pequeno.

Lembre-se de beber mais líquidos durante o tempo quente ou durante o exercício.

8. Não pule o café da manhã

Algumas pessoas pulam o café da manhã porque acham que isso as ajudará a perder peso.

Mas um café da manhã saudável rico em fibras e pobre em gordura, açúcar e sal pode fazer parte de uma dieta equilibrada e pode ajudá-lo a obter os nutrientes necessários para uma boa saúde.

Um cereal integral com baixo teor de açúcar com leite semidesnatado e frutas fatiadas por cima é um café da manhã saboroso e saudável.

Outras informações

  • O Guia Eatwell pode ajudá-lo a obter o equilíbrio certo dos 5 principais grupos de alimentos. O guia mostra quanto do que você come deve vir de cada grupo de alimentos.
  • Leia mais sobre como ter uma dieta balanceada e  entender as calorias .